}

O que é?

O teste de Slump avalia a trabalhabilidade e/ou fluidez do concreto produzido. A trabalhabilidade esta relacionada com a facilidade de moldar o concreto nas formas desejadas, pois, além da resistência, o concreto tem como vantagem a possibilidade de moldá-lo como o desejado.

Por que fazer o teste Slump?

O teste de Slump tem como objetivo determinar a consistência do concreto, ou seja, a mobilidade do concreto em massa, o Slump é a medida do seu abatimento realizado no ensaio. Quanto maiores os resultados do teste de Slump, maior sua fluidez, maior a quantidade de água, menor a resistência e, desta forma, surge à necessidade de aumentar a quantidade de cimento, o que encarece a obra.

O concreto ideal depende da necessidade da obra, por isso que sua certificação é de suma importância.

Como fazer o teste?

Para realizar o teste é necessário ter um funil, uma base, um cone e uma haste especiais para o teste de Slump, os materiais são confeccionados em chapa de aço.

Para concretos convencionais, exceto o concreto auto-adensável, o teste de Slump consiste em preencher o molde tronco cônico com concreto, que pode ter sido feito manualmente, com uma betoneira ou com um Autoconcreteira, em 3 camadas, com o auxilio de uma colher de pedreiro.

Em cada camada são realizados 25 golpes com a haste de compactação para devida compactação e total preenchimento do concreto no tronco de cone. Ao retirar o molde, deve-se medir o abatimento do concreto, determinando a diferença entre a altura do molde e a altura do eixo do corpo de prova.

Com o resultado abaixo do esperado, é necessária a adição de água para melhorar a trabalhabilidade do concreto. Caso o teste apresente resultado acima do esperado, é necessário bater mais o concreto na betoneira ou Autoconcreteira para que assim seja possível a continuação da concretagem.

O resultado esperado varia a cada tipo de concreto. Por exemplo, o concreto bombeável é mais fluído, havendo mais água presente nesse tipo de massa.